quarta-feira, 22 de abril de 2015

Artes manuais

Volta e meia há algo nas artes manuais que chama por mim. Há poucas semanas decidi começar a fazer mandalas. Fui comprar o material necessário (lãs, paus de madeira) e comecei a por a imaginação a funcionar.
No espaço de um mês já fiz 2 mandalas!... Sim... São poucas, mas o mais difícil é encontrar inspiração e paz de espírito para fazer algo com as mãos.

Uma Mandala é uma palavra de origem sânscrito e significa "círculo". Representa assim a relação dinâmica entre o homem e o cosmo.

As mandalas apresentação das mais variadas formas, quer em desenhos no papel, quer em artes manuais com tecidos ou fios. Todos eles se representam em quadrados, círculos, pentagonos, hexagonos etc.

Nas artes plásticas, as mandalas ajudam na concentração e meditação, permitindo assim atingir-se outros níveis espirituais (para os que acreditam).

A mim, tal como todas as outras artes plásticas, permite-me concentração, criatividade e acima de tudo abstração do mundo exterior.
É sem dúvida uma terapia fantástica, simples e barata!

A minha primeira mandala

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Futuro em flôr


Imagem - Ana Cruto 2015


Sempre tive a mania de me por a pensar. Desde pequena, por vários motivos, passava horas sozinha no quarto a visualizar diversas cenas na minha cabeça.

Com 6/7 anos todos os meus pensamentos voavam até ao futuro. Gostava de me imaginar mais velha, adulta. A trabalhar, ou na faculdade. Sempre gostei da ideia de ser independente, de  ter responsabilidade, de ganhar o meu dinheiro, e acima de tudo de ser mais feliz.

Hoje sou adulta, independente, responsável (tem dias, cof cof...) e continuo a pensar...a sonhar acordada! Pensar não tem mal, o problema é que agora olho para trás... estou sempre a olhar lá para o fundo, para todas as memórias, todas as lembranças, as alegrias e as tristezas. E o que quero é o futuro. Quero ser como aquelas pessoas que dizem "gostava de alcançar isto, de alcançar aquilo". Sei que quero ter uma vida feliz e com saúde. Não tenho aspirações específicas. Gostava de ter uma moradia com quintal...sim... gostava, mas não consigo sonhar com ela, não a consigo imaginar, visualizar... Já não sei fazer esse tipo de coisas.

Para este ano de 2015 prometi a mim mesma que iria aprender a sorrir mais. A agradecer mais, a viver mais! E assim tenho feito um esforço para contrariar as sombras que se teimam em aproximar de mim.

Durante dias tirei uma carta aleatória, de um baralho que tenho lá em casa... A mensagem repetiu-se dias a fio... "A vida é uma bênção: Celebra-a!".
Eu percebi..., eu percebo a mensagem... Por muito que o meu ser se tenha habituado a ter outro tipo de sentimentos, acredito que chegou o momento para aprender a ser mais feliz!